terça-feira, 8 de outubro de 2013

COMO SE CHOVESSE NO MOLHADO

Pois é verdade, quem é tratado como bandido - a golpes de cassetete e na base do spray de pimenta - para ficar apenas nesse nível de agressões - não poderia mesmo ocupar outra posição nesse ranking que tanto nos envergonha. 

De resto, só as contradições absurdas que se praticam neste país: Dizem que "somos necessários", mas nos tratam com porrada e baixo salário. O tempo da escravidão parece que ainda não acabou! Surgem as perguntas que não querem calar:

- Para onde vão os milhares de professores que são formados anualmente no Brasil (claro que o foco é, neste caso, a situação do país onde, apenas no Norte/Nordeste faltam 120 mil professores)?

- Quem, em sã consciência, quer abraçar uma profissão que recebe como gratificação por tempo de serviço e bom desempenho do seu papel social o trato que aponto a seguir e que diuturnamente está nas grandes mídias?

- Mas também, que esperar de quem se vende por um voto a troco de uma posição de "professor" pago com as migalhas dos repastos nababescos dos governantes que não titubeiam em manter esse tipo de subjugado, visando a eleição seguinte?

Cada povo só tem o reconhecimento que merece da parte de quem lhe paga para ser assim.

Mas a vergonha pessoal não passa com facilidade. Pena que a esmagadora maioria faz como o avestruz...  

Veja a notícia e reflita um pouco.

Brasil é penúltimo em ranking de valorização de professores

Um estudo inédito revelou a percepção da população de 21 países sobre o status social dos professores. A pesquisa mostra que os professores são mais valorizados na China, onde a importância da educação está enraizada na cultura da sociedade.
Depois da China, o ranking do status social dos professores mostra a Grécia em segundo lugar. O Brasil está em 20º, à frente apenas de Israel. De positivo, a pesquisa mostra que os brasileiros confiam nos professores, mas os entrevistados acreditam que o sistema educacional atrapalha o resultado do ensino. E 95% acham que os salários são muito baixos.
A pesquisa é da Fundação Varkey GEMS, de Londres, organização não-governamenral criada para melhorar a educação para crianças carentes por meio de projetos de acesso à educação, programas de treinamento de professores e advocacy pela causa.
(Com informações do G1)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...