quinta-feira, 30 de junho de 2011

ASSIM NÃO DÁ!

Pode parecer panfletagem, mas pelo teor da mensagem transmitida não resisto à tentação de publicar/divulgar este fato que, confesso, não averiguei se é real ou fictício. Repito, não faço a divulgação de forma irresponsável, apenas admito que a possibilidade de o fato ser real é fortemente inaceitável.

ESSA MERECE SER COLOCADA NA FRENTE DE UM VENTILADOR PARA SER ESPALHADA  POR ESTE NOSSO BRASIL!
  
É lamentavel , mas  infelizmente é verdade...
São Leopoldo tem um dos menores índices de analfabetismo e de mendicância do país, talvez por causa de homens como este!
EMPRESÁRIO DE SÃO LEOPOLDO
Silvino Geremia é empresário em São Leopoldo, Estado do Rio Grande do Sul.
Eis o seu desabafo, publicado na revista EXAME:

"Acabo de descobrir mais um desses absurdos que só servem para atrasar a vida das pessoas que tocam e fazem este país: investir em Educação é contra a lei .

Vocês não acreditam?
Minha empresa, a Geremia, tem 25 anos e fabrica equipamentos para extração de petróleo, um ramo que exige tecnologia de ponta e muita pesquisa. Disputamos cada pedacinho do mercado com países fortes, como os Estados Unidos e o Canadá. Só dá para ser competitivo se eu tiver pessoas qualificadas trabalhando comigo.
Com essa preocupação criei, em 1988, um programa que custeia a educação em todos os níveis para qualquer funcionário, seja ele um varredor ou um técnico.

Este ano, um fiscal do INSS visitou a nossa empresa e entendeu que Educação é Salário Indireto.

Exigiu o recolhimento da contribuição social sobre os valores que pagamos aos estabelecimentos de ensino freqüentados por nossos funcionários, acrescidos de juros de mora e multa pelo não recolhimento ao INSS. Tenho que pagar 26 mil reais à Previdência por promover a educação dos meus funcionários?

Eu, honestamente, acho que não!

Por isso recorri à Justiça.
Não é pelo valor em si , é porque acho essa tributação um atentado.
Estou revoltado.
Vou continuar não recolhendo um centavo ao INSS, mesmo que eu seja multado 1000 vezes.
O Estado brasileiro está completamente falido. Mais da metade das crianças que iniciam a 1ª série não conclui o ciclo básico.
A Constituição diz que educação é direito do cidadão e um dever do Estado.

E quem é o Estado?
Somos todos nós!

Se a União não tem recursos e eu tenho, acho que devo pagar a escola dos meus funcionários. Tudo bem, não estou cobrando nada do Estado. Mas também não aceito que o Estado me penalize por fazer o que ele não faz. Se essa  moda pega, empresas que proporcionam cada vez mais benefícios vão recuar.

Não temos mais tempo a perder.
As leis retrógradas, ultrapassadas e em total descompasso com a realidade devem ser revogadas. A legislação e a mentalidade dos nossos homens públicos devem adequar-se aos novos tempos.

Por favor, deixem quem está fazendo alguma coisa trabalhar em paz. E vão cobrar de quem desvia dinheiro, de quem sonega impostos, de quem rouba a Previdência, de quem contrata mão-de-obra fria, sem registro algum.

Eu Sou filho de família pobre, de pequenos agricultores, e não tive muito estudo. Somente consequi completar  o 1º grau aos 22 anos e, com dinheiro ganho no meu primeiro emprego, numa indústria de Bento Gonçalves, na serra gaúcha, paguei uma escola técnica de eletromecânica.

Cheguei a fazer vestibular e entrar na faculdade, mas nunca terminei o curso de Engenharia Mecânica por falta de tempo. Eu precisava fazer minha empresa crescer. Até hoje me emociono quando vejo alguém se formar. Quis fazer com meus empregados o que gostaria que tivessem feito comigo.

A cada ano cresce o valor que invisto em educação porque muitos funcionários já estão chegando à Universidade.

O fiscal do INSS acredita que estou sujeito a ações judiciais.

Segundo ele, algum empregado que não receba os valores para educação poderá reclamar uma equiparação salarial com o colega que recebe. Nunca, desde que existe o programa, um funcionário meu entrou na Justiça. Todos sabem que estudar é uma opção daqueles que têm vontade de crescer... E quem tem esse sonho pode realizá-lo porque a empresa oferece essa oportunidade.

O empregado pode estudar o que quiser, mesmo que seja Filosofia, que não teria qualquer aproveitamento prático na nossa  Empresa Geremia.

No mínimo, ele trabalhará mais feliz.

Meu sonho de consumo sempre foi uma Mercedes-Benz. Adiei sua realização várias vezes porque, como cidadão consciente do meu dever social, quis usar meu dinheiro para fazer alguma coisa pelos meus 280 empregados.

Com os valores que gastei no ano passado na educação deles, eu poderia ter comprado Duas Mercedes. Teria mandado dinheiro para fora do País e não estaria me incomodando com essas leis absurdas. Mas infelizmente  não consigo fazer isso. 

Eu sou um teimoso.

No momento em que o modelo de Estado que faz tudo está sendo questionado, cabe uma outra pergunta: - Quem vai fazer no seu lugar?

Até agora, tem sido a iniciativa privada. Não conheço, felizmente, muitas empresas que tenham recebido o mesmo tratamento que a Geremia recebeu da Previdência por fazer o que é dever do Estado. As que foram punidas preferiram se calar e, simplesmente, abandonar seus programas educacionais.

Com esse alerta temo desestimular os que ainda não pagam os estudos de seus funcionários.
Não é o meu objetivo!
Eu, pelo menos, continuarei ousando ser empresário, a despeito de eventuais crises, e não vou parar de investir no meu patrimônio mais precioso: as pessoas.

Eu sou mesmo teimoso!...
Não  tem  jeito...!
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------



"No  futebol, o Brasil ficou entre os 8 melhores do  mundo e todos estão tristes.
Na  educação é o 85º e ninguém  reclama..."
 
EU  APOIO ESTA TROCA

TROQUE  01 PARLAMENTAR POR 344  PROFESSORES

O  salário de 344 professores que ensinam = ao de 1 parlamentar que rouba.

Essa  é uma campanha que  vale a pena!

 

segunda-feira, 27 de junho de 2011

O PORQUÊ DA GREVE DOS PROFESSORES

Oito estados ficam abaixo do piso para professor sugerido pelo MEC 

Professores da rede pública estadual estão com braços cruzados em seis estados, em protesto por melhores condições de trabalho. Em três deles - Amapá, Rio Grande do Norte e Santa Catarina -, o salário está abaixo do piso nacional estabelecido pelo Ministério da Educação. Levantamento feito pelo G1 com governos e sindicatos mostra que outros 5 estados - Bahia, Ceará, Goiás, Pará e Rio Grande do Sul - também não atingem o valor.
A lei do piso foi promulgada pelo governo federal em julho de 2008. O valor atual é de R$ 1.187 (válido desde janeiro) para professores de nível médio que trabalham até 40 horas por semana.
A obrigatoriedade do piso foi aprovada pelo Supremo Tribunal Federal, que entendeu que o valor se refere a uma remuneração básica, ou seja, não leva em conta acréscimos pagos de formas diversas pelos estados, como gratificações e abonos.
A decisão foi tomada em abril, mas até agora não foi publicada no Diário Oficial. Segundo o STF, não há data prevista para que isso ocorra. Até lá os estados não são obrigados a adotar o piso.
O levantamento mostra ainda que dois estados que não pagam o valor mínimo definido em lei para professores de nível médio - Santa Catarina e Pará - nem sequer pagam esse valor para profissionais de nível superior.

Ceará


No Ceará, um professor de nível médio tem salário-base de R$ 739,84 por uma jornada de 40 horas semanais, segundo informações da Secretaria de Planejamento. De acordo com a coordenadora de gestão de pessoas da Secretaria de Educação, Marta Emília Silva Vieira, a lei atualmente diz que o piso é formado por vencimento e gratificações e que os professores dessa classe recebem R$ 1.025 no total.

Em nota, o governo informou que seguirá a decisão do STF assim que o acórdão for publicado e reajustará o piso para R$ 1.187.

No total, a rede estadual tem 16 mil professores com nível superior em sala de aula, sendo 70% com especialização. “A remuneração média dos professores da rede, considerando uma carga de 40 horas semanais, é de R$ 2.240,30”, afirmou a secretaria de Educação.

FONTE

quarta-feira, 22 de junho de 2011

UMA REFLEXÃO

*QUANDO DEUS QUER, NÃO TEM JEITO!*
 
Uma senhora muito pobre telefonou para um programa cristão de rádio
pedindo ajuda.
Um bruxo do mal que ouvia o programa resolveu pregar-lhe uma peça.
Conseguiu seu endereço, chamou seus secretários e ordenou que fizessem
uma compra e levassem para a mulher, com a seguinte orientação:
- Quando ela perguntar quem mandou, respondam que foi o DIABO!
Ao chegarem na casa, a mulher os recebeu com alegria e foi logo
guardando alimentos.
Os secretários do bruxo, conforme a orientação recebida, lhe perguntaram:
- A senhora não quer saber quem lhe enviou estas coisas?
A mulher, na simplicidade da fé, respondeu:
- Não, meu filho. Não é preciso. Quando Deus manda, até o diabo
obedece!

segunda-feira, 20 de junho de 2011

INTERPRETANDO

Um casal de idosos vai ao médico.
 
Ao terminar o exame, o médico pergunta ao velhinho:
 
'Sua saúde parece boa. O senhor tem alguma pergunta, ou existe alguma coisa  que o preocupa?'
 
- 'Na verdade, existe', diz o velhinho. 'Depois de fazer sexo com minha esposa, em geral sinto muito frio depois da primeira, e, depois da segunda, sinto muito calor senhor doutor!'
 
O médico diz que nunca ouviu falar disso e vai pesquisar.
 
Em seguida, o médico examina a velhinha, e diz: 'Tudo está muitobem com a senhora. Existe alguma coisa que a preocupa?'
 
A senhora diz que não tem nenhuma pergunta ou preocupação. O médico Então diz a ela: 'Seu marido diz ter um problema um pouco estranho. Ele disse que sente muito frio depois de fazer sexo a primeira vez, e que sente muito calor depois da segunda.

 A Sra. tem ideia do porquê?'


'Oh, aquele velho maluco!' responde ela.

'É porque a primeira é em Junho, e a segunda, em Dezembro!'

 

OBS: para os portugueses os meses se invertem!

domingo, 19 de junho de 2011

INVESTIR (na educação) É PRECISO!

19/6/2011 8:56,  Por Agência Brasil
Luciene Cruz
Repórter da Agência Brasil

Brasília – O eixo de desenvolvimento do plano plurianual (PPA) dos próximos quatro anos (2012-2015) vai focar a manutenção do desenvolvimento econômico e o combate à pobreza. Para o cumprimento das metas estabelecidas, o governo estipulou como prioridade o investimento em educação, ciência e tecnologia. Segundo a secretária de Planejamento e Investimentos Estratégicos do Ministério do Planejamento, Lúcia Falcon, a peça vai reafirmar algumas conquistas que o país teve nos últimos anos e avançar um pouco mais.

“Vamos avançar um pouco mais. A ideia é consolidar esse processo de desenvolvimento, apoiado no nosso mercado interno, em um papel soberano independente no mundo. Defendendo direitos humanos e muito preocupado com equidade, o combate à pobreza e o enfrentamento da pobreza extrema. Para dar sustentação a esse processo, a gente sabe que se não tiver educação, ciência e tecnologia não é possível”, afirmou.

O PPA fixa diretrizes, objetivos e metas para as despesas de capital e despesas de duração continuada dos quatro anos seguintes ao início do mandato presidencial.

Para Lúcia, sem desenvolvimento tecnológico o país fica “obsoleto”, o que pode prejudicar a forte posição econômica que o Brasil alcançou nos últimos anos. “Em breve, nossas indústrias vão ficar obsoletas, vamos ter que importar de novo e, aí, continua a dependência. Queremos dar mais uma coluna nessa construção, que seria o pilar do desenvolvimento humano, das pessoas e do desenvolvimento tecnológico. É um suporte para que continue o crescimento econômico”, completou.

Além disso, o PPA que será seguido nos próximos quatro anos vai ser desburocratizado. Segundo Lúcia, essa é a nova meta do Ministério do Planejamento que quer aproximar o programa dos anseios da sociedade. Para isso, três tópicos foram acrescentados à peça que, antes, só continha valores orçamentários. Haverá participação da sociedade na discussão e no monitoramento do PPA, a linguagem deixará de ser técnica e passará a ser “mais amigável” e todos as deliberações discutidas, envolvendo despesas ou não, serão listadas.

“Antes, nada disso era possível achar no PPA. Não tinha espaço para o que não fosse dinheiro. Muitas vezes, o conselho setorial se reunia, fazia um pacote de propostas e, na hora que chegava no PPA, via só o dinheiro, mas o conjunto da obra não aparecia. Agora vai aparecer. Tanto o que tem a ver com dinheiro, quanto ações institucionais ou normativas”, explicou.

Com essa nova metodologia, a principal mudança é saber os benefícios das políticas públicas para a sociedade após a fixação das metas, ou seja, o que mudou na vida das pessoas. Por exemplo, não adianta o governo federal disponibilizar verba para a compra de ambulâncias se, quando chegam aos municípios, os veículos esbarram na burocracia para emplacamento e não chegam nem a sair do depósito.

Segundo Lúcia, a mudança está relacionada ao perfil de gestão da presidenta Dilma Rousseff e também da ministra do Planejamento, Miriam Belchior. “As duas são adeptas a um bom controle de gestão. Querem medir o impacto final das políticas públicas”, avaliou. A secretária de Planejamento de Investimentos Estratégicos destaca, nessa nova abordagem, a vantagem de se avaliar o grau de eficácia do PPA na solução dos problemas. “[É] Saber o que eu mudei na vida das pessoas depois de gastar esse dinheiro e trabalhar quatro anos. Hoje, se olharmos somente o sistema do planejamento, só se encontra informações orçamentárias”.

Para que o novo método tenha êxito, o Ministério do Planejamento organizou o Fórum Interconselhos do PPA, no qual representantes de vários segmentos, de todas as unidades federativas brasileiras, se reuniram para discutir os planos e diretrizes da peça. Durante dois dias, cerca de 400 representantes de 32 conselhos e 86 entidades representativas da sociedade expuseram as necessidades regionais e setoriais.

Como a continuidade do fórum, na última semana, ocorreram reuniões em cada região do país, para conhecer as necessidades de cada localidade. “Os grupos que trabalharam nas questões regionais fizeram comentários e apontaram pontos críticos que nós iremos levar aos ministérios setoriais”, explicou Lúcia.

Edição: Lana Cristina

sábado, 18 de junho de 2011

FALANDO SÉRIO

Ainda me considero um neófito na ARTE de ensinar. Há dez anos eu lia e interpretava este texto de um modo diferente daquele que hoje utilizo - são complementares (esses tais modos), porém não idênticos. Ora, isso pode ensejar novas interpretações e muitas mais compreensões.

A exemplo disso, tomo as avaliações que os alunos fazem de mim como parâmetro!

Acreditem, por favor, que se eu tivesse que começar agora com um professor com a fama que eu gozo neste momento... (desculpem se a mensagem não chegar ao fim é porque alguém a interropeu... quiça o professor)... desistiria!

Por outro lado, lamento profundamente que todos os meus professores não tenha sido "os algozes" que nós dizíamos que eram. Certamente eu teria aprendido BEM MAIS! A vida é assim mesmo! Isso... aquele que nos dizia que jamais seriamos alguém... ou que providênciava quam via as chamas. A lei da vida: e  tudo terminsa em cinzas!

quinta-feira, 16 de junho de 2011

CONSTATAÇÃO - EXPERIÊNCIA

Acredito que é bastante comum a quem publica em locais como este - BLOG - publicar aquilo em que acredita, aquilo que lhe parece interessante, o que imagina que irá agradar seus leitores (alguns fazem até mesmo um esforço para apresentar assuntos polêmicos só para ganhar mais seguidores!), ou nem tanto. Eu acredito que estou mais no segundo segmento (nem tanto!), pois tento ser aqui do jeito que sou na vida. 

Eu sei! Não precisa dizer-me ou gritar aos quatro ventos que me comporto, muitas das vezes, como menino mal criado que diz o que pensa e não é políticamente correto!

Pois é! É assim que eu sou, que eu quero ser, e não peço favor a ninguém para me aceitar sem assim o desejar (orgulho besta!). Por esse motivo sofro, frequentemente, da ação educativa dos "três professores" que aponto aí abaixo, no post anterior!

Este início de semana, senti a influência dos três. Mas, curiosamente e talvez até como consequência, por conta disso pude perceber quem não acredita no poder dessa tríade; quem só aprende com aquele que satisfaz seus caprichos; quem nunca soube muito bem (deve ter apenas noções bem rudimentares) o que é conviver em grupo, pelo grupo e para o grupo - colocando seus interesses pessoais diante de tudo o resto!

Sou assim mesmo, sofro por isso, mas muito mais por saber como os outros são, principalmente quando os seus olhares refletem intencionalidades pouco confessáveis. Saciar todas as sedes, alimentar todos os egos, contornar todas as negatividades e acalmar todas as exaltações, não é tarefa das mais fáceis. Mas temos que ter capacidade de administrar tudo isso sem causar baixas significativas no contingente oposto e, de preferência, saber cativar alguns dos opositores a virem incorporar as nossas hostes! Quantas vezes não é preciso ter sangue de barata... algo difícil de aceitar quando se tem convicções firmes e visão progressista.
Passei por tudo isto em três dias. Ao resultado conseguido em cada um desses dias (quase que numa realização da premonição dos "Três Professores") atribuo a ação de um desses professores.
Sábia lição! Aula magistral que eu assisti, na e para a vida!

domingo, 12 de junho de 2011

OS TRÊS PROFESSORES

“Nesta vida temos três professores importantes: o ‘Momento Feliz’, o ‘Momento Triste’ e o ‘Momento Difícil’.
 

O ‘Momento Feliz’ mostra o que não precisamos mudar.
O ‘Momento Triste’ mostra o que precisamos mudar.
O ‘Momento Difícil’ mostra que somos capazes de superar
”.

Os obstáculos te mantêm forte.
As mágoas te mantêm humano.
Os choques te mantêm humilde.
Aprende sempre!

sábado, 11 de junho de 2011

CORPORATIVISMO

Como funciona o Mundo Corporativo... 
'Todos os dias, uma formiga chegava cedinho ao escritório
cid:6BF23707A2D94F24ABCE38C741707D78@marbormq.com.br
e pegava duro no trabalho
cid:69F4BC30E94C430294C95D999E931FA2@marbormq.com.br
A formiga era produtiva e feliz.
cid:86169EEF61A54D2CA47B0DDBDB96C58C@marbormq.com.br
O gerente besouro cid:A28769D60DA1463BA89C9422601F4E55@marbormq.com.brestranhou a formiga trabalhar sem supervisão.


Se ela era produtiva sem supervisão, seria ainda mais se fosse supervisionada.

E colocou uma barata, cid:EECFC184DD444FA7A49E42DB7894CDF4@marbormq.com.brque preparava belíssimos relatórios e tinha muita experiência, como supervisora.


A primeira preocupação da barata foi a de padronizar o horário de entrada e saída da formiga.

Logo, a barata precisou de uma secretária para ajudar a preparar os relatórios e contratou também

uma aranha cid:7D9ABFCD99414F66B680F1259DD9B57E@marbormq.com.brpara organizar os arquivos e controlar as ligações telefônicas.

O besouro ficou encantado com os relatórios da barata e pediu também gráficos com indicadores e análise das tendências que eram mostradas em reuniões.
A barata, então, contratou uma mosca,
cid:02F7D8FE9214468F9C7DB41195FE1481@marbormq.com.br
e comprou um computador com impressora colorida. Logo, a formiga produtiva e feliz, começou a se lamentar de toda aquela
movimentação cid:ECAE41C5792E4D91AFA8FD0B2B42CB25@marbormq.com.brde papéis e reuniões!

O besouro concluiu que era o momento de criar a função de gestor para a área onde a formiga produtiva e feliz, trabalhava.

O cargo foi dado a uma cigarra, cid:8190568485C541DC879F4BE1F2AC13CD@marbormq.com.brque mandou colocar carpete no seu escritório e comprar uma cadeira especial..

A nova gestora cigarra logo precisou de um computador e de
uma assistente a pulga cid:5F2E8264005B47BCB4AE30A0A1A30A5C@marbormq.com.br(sua assistente na empresa anterior)

para ajudá-la a preparar um plano estratégico de melhorias e um controle do orçamento para a área onde trabalhava a formiga, que já não cantarolava mais e cada dia se tornava mais chateada. cid:F8269A1AF8874226B211C486187B51EC@marbormq.com.br

A cigarra, então, convenceu o gerente marimbondo, que era preciso fazer um estudo de clima.

Mas, o besouro, ao rever as cifras, se deu conta de que a unidade na qual a formiga trabalhava já não rendia

como antes e contratou a coruja, cid:58F4F3991E134092B2CC7AACC722BBF4@marbormq.com.bruma prestigiada consultora, muito famosa, para que fizesse um diagnóstico da situação. A coruja permaneceu três meses nos escritórios e emitiu um volumoso relatório, com vários volumes que concluía : Há muita gente nesta empresa!!

E adivinha quem o besouro mandou demitir?

A formiga, claro, porque ela andava muito desmotivada e aborrecida. '
cid:6329A299A71C4AA5B98C610C6ADDD337@marbormq.com.br

Já viu esse filme antes?


Bom trabalho a todas as formigas!!!

sexta-feira, 10 de junho de 2011

TABU

Acredito que, por medo de tabus injustificados em pleno séc. XXI, as nossas crianças (principalmente as meninas) vão continuar vítimas da falta de orientação sexual e engravidando cada dia mais cedo.

Quem tem medo da educação sexual?


Comissão rejeita inclusão de educação sexual no currículo escolar

10/6/2011 9:41, 
Diógenis Santos Alice Portugal: mudanças curriculares devem ser feitas por meio de indicação ao governo.

A Comissão de Educação e Cultura rejeitou na quarta-feira (8) o Projeto de Lei 313/07, do deputado Maurício Trindade (PR-BA), que obriga os sistemas municipais e estaduais de ensino a incluírem disciplinas de educação sexual no currículo de escolas públicas e privadas de ensino fundamental e médio. A proposta também reduz a idade mínima para cirurgias de esterilização e obriga o poder público a oferecer pelo menos três métodos contraceptivos reversíveis. O projeto altera a Lei 9.263/96, que regulamenta as políticas de planejamento familiar.

A relatora, deputada Alice Portugal (PCdoB-BA), recomendou a rejeição da proposta e dos projetos de lei 1308/07, 1413/07, 1686/07 e 2464/07, que tramitam conjuntamente. Ela lembra que súmula da Comissão de Educação recomenda aos relatores a rejeição de proposta sobre alterações curriculares em qualquer nível de ensino.

As mudanças curriculares são normatizadas pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB) – Lei 9.394/96. A inclusão ou alteração de currículo é competência, primeiramente, da comunidade escolar e dos conselhos de educação (federal, estaduais e distrital), e, depois, dos órgãos do Poder Executivo que cuidam da educação, como secretarias da Educação e o Ministério da Educação – responsável pela definição das diretrizes para a organização curricular.

A súmula da comissão recomenda que a alteração do currículo escolar, em qualquer nível ou modalidade de ensino, deve ser sugerida por meio de indicação, a ser encaminhada ao Poder Executivo, cabendo ao Ministério da Educação decidir se acolherá a sugestão de mudança.

Tramitação
 
O projeto ainda será analisado pelas comissões de Seguridade Social e Família; e de Constituição e Justiça e de Cidadania, antes de ser votado pelo Plenário.

Íntegra da proposta:PL-313/2007PL-1308/2007PL-1413/2007PL-1686/2007PL-2464/2007Reportagem – Murilo Souza
Edição – Paulo Cesar Santos

quinta-feira, 9 de junho de 2011

UP UP UP UP

Uso de tecnologias e redes sociais também é formação!

07/06/2011 17h55 - Atualizado em 07/06/2011 18h02

Como deixar o Twitter em Português

Nível: Básico
Recursos necessários: Twitter
Número de passos: 3
Há pouco tempo o Twitter disponibilizou para alguns usuários uma ferramenta pela qual qualquer usuário interessado poderia ajudar a traduzir o site. A iniciativa colaborativa não é nova, mas o resultado já está aí: o Twitter já está traduzido para a nossa querida Língua Portuguesa.
No entanto, como você já deve ter notado, a mudança para a nova língua não é automática, mas ela pode ser feita em apenas alguns passos. Aprenda como fazê-la nesta dica que oTechTudo preparou para você.
Passo 1. Já conectado ao Twitter, clique no menu de sua conta, no canto superior direito, e selecione a opção "Settings";
Acessando o menu de configurações da sua conta (Foto: Reprodução)Acessando o menu de configurações da sua conta (Foto: Reprodução)
Passo 2. Sem trocar de aba, em "Account", procure pelo item "Language". Clique sobre o menu de opções e selecione "Portuguese - Português";
Selecionando a nova lingua (Foto: Reprodução)Selecionando a nova lingua (Foto: Reprodução)
Passo 3. Desca até o final da página e clique em "Save". Ao fazer isso, o Twitter pedirá que você confirme a sua senha, apenas por segurança.
Confirmando a senha (Foto: Reprodução)Confirmando a senha (Foto: Reprodução)
Pronto! O seu Twitter agora está em Português! Compartilhe essa dica com seus amigos.

domingo, 5 de junho de 2011

sexta-feira, 3 de junho de 2011

CURSOS EM OFERTA

Faça alguma coisa pelo seu futuro:

ESTUDE!

Colégio agrícola da UFRPE abre inscrições para segundo semestre.

25 de maio de 2011

Estão abertas, de 1º a 20 de junho de 2011, as inscrições do processo seletivo para novos alunos do Colégio Agrícola Dom Agostinho Ikas daUniversidade Federal Rural de Pernambuco (Codai/UFRPE), em SãoLourenço da Mata, no semestre letivo de 2011.2.

Serão oferecidas 180 vagas para os Cursos Técnicos em Alimentos (60 vagas), Administração Empresarial e Marketing (60) e Agropecuária, para quem já concluiu o Ensino Médio. No caso do Técnico em Agropecuária, quem está cursando a segunda ou terceira sério do Ensino Médio pode participar. Há ainda 25 vagas no Curso Pós-Técnico em Agropecuária com Especialização em Cana-de-açúcar, para quem já concluiu os Cursos Técnicos em Agropecuária, Técnico Agrícola, Agronomia ou Engenharia Florestal (a partir do 5º período).

Os selecionados iniciarão uma formação profissional, visando a sua integração numa sociedade em contínua transformação, que exige
conhecimento técnico e vivência de valores humanos para vencer os desafios.

O Codai se disponibiliza para quaisquer esclarecimentos, junto à equipe responsável pelo processo seletivo, nos números: 3525.0175
/1377.

Site:
https://sites.google.com/site/processoseletivocodai

quinta-feira, 2 de junho de 2011

CORRA... AINDA HÁ TEMPO!

Repasso pedido de colega!


Oi companheiros diretores e coordenadores escolares, por favor divulguem essa informação para os colegas e me ajudem a encontrar um(a) secretária(o) para o CERE.

Aceito sugestões e informações acompanhadas das características pessoas e profissionais de pessoas que vocês conheçam e que possam realizar um bom trabalho na escola.



A Diretora Administrativa do CERE - Almirante Ernani Vitorino Aboim Silva, em Juazeiro do Norte,  abre processo seletivo para composição do banco de recursos humanos de Secretário Escolar.  A carência  atual é de um secretário escolar para atuar com 40h semanais. As inscrições serão do dia 01 a 03 de Junho de 2011, no horário de 07h30min a 11h30min e de 13h30min a 17h30min, na própria escola, na Av. Castelo Branco, S/N. A gratificação para o cargo é de R$ 689,05.
 
Maiores informações no telefone (88)3102-1136. 

Grata,
Leonila

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...