quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

O DISCURSO DA PRESIDENTA DILMA SOBRE EDUCAÇÃO

Queridas brasileiras e queridos brasileiros,

            Nossos jovens estão de volta às aulas. A abertura do ano escolar é sempre uma festa de alegria, de fé e de esperança. É com esse sentimento que saúdo os estudantes, seus pais e, muito especialmente, todos os professores brasileiros.

            Estou aqui para reafirmar o meu compromisso com a melhoria da educação e convocar todos os brasileiros e brasileiras para lutarmos juntos por uma educação de qualidade. Vivemos um momento especial de nossa história. O Brasil se eleva, com vigor, a um novo patamar de nação. Temos, portanto, as condições e uma imensa necessidade de darmos um grande salto na qualidade do nosso ensino. Um desafio que só será vencido se governo e sociedade se unirem de fato nesta luta, com toda a força, coragem e convicção.

            Nenhuma área pode unir melhor a sociedade que a Educação. Nenhuma ferramenta é mais decisiva do que ela para superarmos a pobreza e a miséria. Nenhum espaço pode realizar melhor o presente e projetar com mais esperança o futuro do que uma sala de aula bem equipada, onde professores possam ensinar bem, e alunos possam aprender cada vez melhor. É neste caminho que temos que seguir avançando com passos largos.

            É hora de investir ainda mais na formação e remuneração de professores, de ampliar o número de creches e pré-escolas em todo o país, de criar condições de estudo e permanência na escola, para superar a evasão e a repetência. E, muito especialmente, acabar com essa trágica ilusão de ver aluno passar de ano sem aprender quase nada.

            É hora de fazer mais escolas técnicas, de ampliar os cursos profissionalizantes, de melhorar o ensino médio, as universidades e aprimorar os centros científicos e tecnológicos de nível superior. É hora de acelerar a inclusão digital, pois a juventude brasileira precisa incorporar, ainda mais rapidamente, os novos modos de pensar, informar e produzir que hoje se espalham por todo o Planeta. Em suma, esta é a grande hora da Educação brasileira. Isso só será possível se cada pai, cada aluno, cada professor, cada prefeito, cada governador, cada empresário, cada trabalhador tomar para si a tarefa de acompanhar, discutir, cobrar, propor e construir novos caminhos para a nossa Educação. Como Presidenta, como mãe e avó, darei tudo de mim para liderar esse grande movimento.

            Queridas brasileiras e queridos brasileiros,

            Pouco mais de um mês depois de assumir a Presidência, tenho algumas coisas a anunciar na Educação. Vamos lançar, ainda neste trimestre, o Programa Nacional de Acesso à Escola Técnica, o Pronatec, que, entre outras vantagens, levará ao ensino técnico a bem-sucedida experiência do ProUni.

            Estamos também acelerando a implantação do Plano Nacional de Banda Larga, não só para que todas as escolas públicas tenham acesso à internet como, também, para que, no médio e longo prazos, a população pobre possa ter internet em sua casa ou no seu pequeno negócio a preço compatível com sua renda.

            Informo, também, que o governo está tomando medidas para corrigir e evitar falhas no Enem e no Sisu, pois é fundamental aperfeiçoar e aumentar a credibilidade destes instrumentos, que são muito importantes na avaliação do aluno e da escola e, portanto, na melhoria da qualidade do ensino.

            Para concluir, reafirmo que a luta mais obstinada do meu governo será o combate à miséria. Isso significa fortalecer a economia, ampliar o emprego e aperfeiçoar as políticas sociais. Isso significa, em especial, melhorar a qualidade do ensino, pois ninguém sai da pobreza se não tiver acesso a uma educação gratuita, contínua e de qualidade. Nenhum país, igualmente, poderá se desenvolver sem educar bem os seus jovens e capacitá-los plenamente para o emprego e para as novas necessidades criadas pela sociedade do conhecimento.

            País rico é país sem pobreza. Este será o lema de arrancada do meu governo. Ele está aí para alertar permanentemente a nós, do governo, e a todos os setores da sociedade, que só realizaremos o destino de grandeza do Brasil quando acabarmos com a miséria.

            Sem dúvida, essa é uma tarefa para toda uma geração. Mas nós temos determinação para realizar a parte importante que falta, para que a única fome neste país seja a fome do saber, a fome de grandeza, a fome de solidariedade e de igualdade. E para que todos os brasileiros possam fazer da educação a grande ferramenta de construção do seu sonho.

            Muito obrigada e boa noite.

9 comentários:

  1. Eu achei um bom discurso com algumas generalidades mas com propostas colocadas. Vamos avante nestas propostas. Espero.

    ResponderExcluir
  2. Concordo Cris... acredito que poderia ter sido apenas um pouco mais explícita... mas acredito que ela está no rumo certo, sem fazer grandes promessas, mas agindo conscientemente!

    Uma abraço

    ResponderExcluir
  3. Professor Manuel, a nossa presidenta tem razão quando atribui para si, enquanto dirigente dos destino da nação e também a todos nós: educadores, educandos ,familias, sociedade organizada, sua cota de responsabilidade para a melhoria da educação. A educação tem jeito sim. Eu acredito e luto por isso.

    ResponderExcluir
  4. Plenamente de acordo, Prof. Maria.

    Eu venho refletindo seriamente em começar a discutir a Pedagogia dos Extremos, por acreditar que aí está o caminho do sucesso da nossa educação. No próximo post abordarei essa temática!

    Grato pela sua colaboração... Volte sempre!

    ResponderExcluir
  5. Em relação aos governos e aos seus respectivos discursos sou como São Tomé, porém torço para que os sonhos deixem de ser apenas sonhos...
    beijos

    ResponderExcluir
  6. Belas palavras, boas intenções.
    Vamos esperar que depois delas,
    seguem-se efetivas ações.

    Bom final de semana!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  7. Discurso retórico, generalista e muito ... leia meus comentários em http://elypaschoalick.blogspot.com/2011/02/comentando-o-discurso-da-presidente.html

    ResponderExcluir
  8. Sou professora, e gostaria muito que as palavras pela pronunciadas pela presidente, realmente tornem-se realidade.
    Pois, os professores são sonhadores, mas também precisam de reconhecimento e retorno financeiro digno, para aumentar nossa motivação. Sempre tiramos a alegria e a graça mesmos sendo sempre tão pouco lembrados, imaginem, quanta motivação com um bom reconhecimento, necessário a todo ser humano. Afinal somos profissionais e não estamos na época, em que Jesuitas ensinavam apenas pelo amor altruísta, é uma questão de sobrevivência...
    Profa Sil

    ResponderExcluir

Política de moderação de comentários
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...