domingo, 13 de fevereiro de 2011

EU TAMBÉM...

... Eu também, RA! Eu também abomino os vestibulares, mas abomino mais ainda quem por eles se deixa dominar. Acredito que sempre é tempo de resistir a seguir a exigência do "Deus Vestibular" e humanizar a nossa educação, fazer dela algo proveitoso e agradável a quem precisa submeter-se a ela e dela retirar o que de melhor puder encontar.


  "Tomei o café da manhã com um amigo, dono de um famoso cursinho. Ele me disse algo mais ou menos assim: “Tudo o que ensinamos é perda de tempo. Não faz sentido. Não está ligado à experiência viva dos estudantes. Por isso aquilo que nós supostamente ensinamos e eles  supostamente aprendem é logo esquecido...”  E eu acrescento: a culpa não é deles, dos cursinhos. É dos vestibulares  – esse estúpido sistema que muito contribui para a ruína da educação. Por isso não dou a menor importância às fotografias dos que passaram em primeiro lugar" (Rubem Alves).

2 comentários:

  1. Mas me fala, muitas vezes eu paro para pensar. O ensino precisava ser mais direcionado. Até hoje não usei o maldito PI que sempre me fez ter notas vermelhas para nada!!!!!
    Cada aluno tem sua aptidão e acredito que se o ensino melhor direcionado seria outro esquema!!!
    Teríamos vários especialistas e não esse caos que estamos presenciando...
    Posso estar errada, mas é uma das coisas que inquieta meu pensamento...

    ResponderExcluir
  2. Os vestibulares existem nos países em que o Estado não consegue atender a demanda. Como não há vaga para todos, o vestibular torna-se instrumento de exclusão usado pelo sistema. Interessante observar que em alguns países entrar na faculdade está relacionado com as notas do Ensino Médio. Notas boas, está dentro; não estudou, está fora. Mais interessante: em alguns países até a recomendação do professor é instrumento que pode levar o aluno à faculdade. Olha que boa ideia: que tal os alunos candidatos a uma vaga na faculdade serem recomendados por seus professores do Ensino Médio? O respeito pelo professor, pelo estudo, seria outro...

    Boa semana!
    Amplexos!

    ResponderExcluir

Política de moderação de comentários
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...